Entendo por profissional ético aquele ou aquela que, no exercício de sua profissão, além de demonstrar comando de um corpo de conhecimentos, habilidades de ação docente sob atitudes adequadas, ainda se exprimem numa prática estável de crescente qualidade, numa relação produtiva, humanizadora e respeitosa com aprendizes  sob seus cuidados e com outros agentes de cada situação, ou seja, quem está em condições plenas para exercer a profissão com dignidade e competência.

Atuar eticamente na profissão implica o cultivo de traços característicos e distintivos:

  • zelo pela profissão na maneira de concebê-la e exercê-la;

  • honestidade e responsabilidade;

  • comunicação reservada sobre as pessoas com quem atua como forma de respeito à face pública dos atendidos;

  • convívio humanizador com o Outro (alunos, colegas, superiores, potenciais novos profissionais, pais de alunos, jornalistas etc);

  • crescimento/aperfeiçoamento/atualização pelo

    •  conhecimento da HELB - História do Ensino de Línguas no Brasil;

    • consideração das políticas de ensino de línguas;

    • formação teórica a partir (a) da pesquisa por um lado (considerar aqui, também, a ética na pesquisa) e (b) das crenças dos agentes e dos traços do caráter nacional neles reconhecíveis por outro lado.

A construção de um código de ética profissional para professores de línguas tem sido até agora uma lacuna da vida prática e na agenda de pesquisa e ações pioneiras do PGLA e de pesquisa aplicada no Brasil. A pesquisa inovadora de Elizabeth Mello (2014) e o protagonismo do PGLA na idealização e promulgação de pesquisas como essa e de iniciativas afirmativas como a da Carta de Londrina em 2014 são ações a favor do preenchimento dessa ausência enfraquecedora.

Referências

MELLO, Elizabeth  Subsídios para  um Código de Ética na Profissão de Ensinar Línguas.  Dissertação concluída com sucesso no Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da UnB, Brasília (DF), 2014. Acesso aberto através da Página Eletrônica do PGLA: WWW.pgla.unb.br, seção de Dissertações.

Textos básicos das CARTAS DE PELOTAS e DE LONDRINA disponíveis na Página do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da UnB em WWW.pgla.unb.br.  

José Carlos Paes de Almeida Filho
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Professor José Carlos Paes de Almeida Filho é Doutor em Lingüística pela Georgetown University, GU, Estados Unidos. É Mestre em Educação em Língua Estrangeira pela Universidade de Manchester. Atualmente é Professor de Lingüística Aplicada/Teoria de Ensino de Línguas/Português Língua Estrangeira do Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução da Universidade de Brasília - LET/IL - UnB.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

O Desejo do Bilinguismo

O Desejo do Bilinguismo

Por um nome adequado à grande área da Li…

Por um nome adequado à grande área da Linguagem

Ambientes de Aquisição de Línguas

Ambientes de Aquisição de Línguas

Ética Profissional no Ensino de Línguas

Ética Profissional no Ensino de Línguas

O Ensino de Línguas para Fins Específico…

O Ensino de Línguas para Fins Específicos (ELFE)

O futuro das associações de professores …

O futuro das associações de professores de línguas

O aprender línguas pode ser melhor?

O aprender línguas pode ser melhor?