Atrevida, essa Isadora! E coloca atrevida nisso! Um atrevimento incomum. Atrevimento do exemplo. Atrevimento de bisbilhoteira que quer mudar a realidade da sua escola e das incontáveis escolas públicas.

Quem conhece a história recente da estudante Isadora Faber, 13 anos, desfaz-se da ideia de que pré-adolescentes só entram na "internet" para "conversinhas ocas". Ela está tomando as páginas da "internet", e dos jornais impressos. "Isadora Faber, a menina que criou uma página para mostrar os problemas da escola", conta um "site".

A página, com milhares de "curtidas", surgiu quando a estudante conheceu o "blog" de uma outra menina, Martha Mayne, da Escócia, que escreve sobre alimentação escolar.

Isadora uniu o sonho de tornar-se jornalista e os problemas existentes na escola, e criou uma "fan page", o Diário de Classe. No espaço, Isadora posta fotos de fiação exposta, carteiras danificadas, vidros quebrados, sanitários horríveis.

Em menos de dois meses, a "Projeto de Jornalista" teve retorno do seu público e a página "cutucou", de forma perturbadora, os professores, a direção da escola e até a Secretaria Municipal de Educação.

E como se estivesse em meados de 1968:

"A professora se dirigiu a mim, e falou que iria recolher meu celular se eu não guardasse. Mas e os outros que estão também ?? Eu falei: ou pega o celular de todos ou de ninguém.
Qual é o problema comigo? Acho até que sei represália, mas comigo pressão não funciona, tudo que acontecer eu vou postar aqui. Já não é a primeira vez que acontece isso.", denunciou na página

Nessa outra postagem, a estudante narra mais uma cena de represália:

"Hoje a professora de português Q* preparou uma aula para me ''humilhar'' na frente dos meus colegas. A aula falava sobre politica e "internet", ela falava que ninguém podia falar da vida dos professores, porque nós podíamos ter feito muitas coisas erradas para eles odiarem etc. Eu e acho que a maioria dos meus colegas entenderam o recado para mim".

A mãe, que apoia a filha desde a introdução do projeto, falou em depoimento ao Jornal Hoje:
Elas disseram que o que a Isadora estava fazendo era muito grave e que a gente poderia até ser preso, nós os pais, porque ela tava colocando fotos na internet", disse Mel Faber.

Para quem acha que é só isso, saiba que agora é que os efeitos da evolução da comunicação e da informação vão se mostrar rígidos e eficientes. De acordo com os jornais, a prefeitura anunciou que vai realizar reforma na escola da menina.

Assim seja.

Yago Sales 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar