B

Base de Conhecimentos

Acervo de referências acumuladas a partir de experiências e da cultura que está disponível para que ações linguageiras e de ensino ou aprendizagem de línguas possam se concretizar sob a influência de atitudes mantidas.

V. tb.: Conhecimentos, Ação verbal, Atitude, Competência.

Base Sociocultural

Estoque de referências culturais acessível ao falante-escrevente de uma língua no exercício da competência comunicativa. Essa base permeia principalmente as sub-subcompetências textual e discursiva, integrantes da subcompetência interacional, cuja função está em determinar as condições adequadas para a realização de enunciados com base nas regras socioculturais de comunicação. Esta base é responsável por orientar ações comunicacionais de forma que a compreensão seja alcançada e mal-entendidos evitados ao se considerarem fatores diferenciais inerentes à cultura da língua-alvo em questão.

V. tb.: Sub-Subcompetência Interacional Discursiva, Sub-Subcompetência Interacional Textual.

Behaviorismo

Escola de pensamento e pesquisa advinda da Psicologia que serviu de base para se tomar a aquisição de uma nova língua como a aprendizagem rotinizante, repetitiva, de hábitos que são inculcados através do condicionamento de comportamentos desejados.

V.tb.: Cognitivismo, Interacionismo.

Bilinguismo

Capacidade de usar dois ou mais idiomas para a comunicação.

V. tb.: Monolinguismo, Bilinguismo Equilibrado, Língua de Contato.

Bilinguismo Equilibrado

Capacidade de uso que se reconhece como equivalente entre duas línguas adquiridas por um falante-escrevente.

V.tb.: Bilinguismo, Línguas em Contato.

Bloqueio Afetivo

Configuração adversa do filtro afetivo que impede o funcionamento do processo adquiridor a contento.

V. tb.: Afetividade, Processo Adquiridor, Aquisição de Segunda Língua.