Professor(a) de Língua

Agente importante da construção da instrução profissional de uma língua mediante a apresentação e criação de insumos relevantes e/ou interessantes na interação com os aprendentes. O professor de língua é o agente condutor e guia, que deve ser capaz de orientar, incentivar, repassar conhecimentos em linguagem modificada, se necessário, para que haja compreensão da língua estrangeira. Para exercer essa função, é crescentemente esperada uma qualificação inicial (certificação profissional) após formação acadêmica geral e pedagógica própria.  O ensino de língua deve ser encarado como um processo submetido a constante (auto-)reflexão, fazendo com que o próprio aprendiz tenha e faça a sua (auto-)análise e possa se superar como aprendiz. O trabalho do professor não pode prescindir da constante experimentação (cuidadosa, criteriosa e gradual) reconhecedora dos interesses, necessidades e até fantasias dos alunos, permanecendo o profissional atento às novas mudanças da sociedade e tecnológicas assimiladas no trabalho ou em cursos de formação continuada em serviço.

V. tb.: Aprendente, Ensinante, Professor profissional, Professor prático, Agentes Primeiros e Segundos.