Processamento de Insumo

Reconhecimento e metabolização do insumo (linguístico e paralinguístico) transformando-o em conhecimento (monitorado) sobre a língua ou em competência comunicativa adquirida. Essa decodificação com absorção requer a mobilização dos fatores internos tais como motivações e demais afetividades além de atitude e experiência prévia, entre outros. Processar o insumo equivale a transformá-lo do estado bruto em capacidade produtiva de sentenças gramaticais e/ou de comunicação.

V. tb.: Competência Comunicativa, Motivação, Atitude, Afetividade, Exposição a uma Nova Língua, Insumo, I + 1, Aquisição de Língua, Contexto de Aquisição, Envolvimento do Aluno Adquirente, Aula, Imersão, Insumo Absorvido.