Monitor

Função cerebral, comparável a um editor, que se manifesta lembrando regras temporariamente e alterando a produção iniciada pela função geradora (adquirida) de linguagem durante a enunciação escrita ou imediatamente após. Para operar, o monitor consciente de produção por regras necessita, além de saber dizer as regras, ter tempo suficiente para ser acionado. Daí a sua limitação para ser acionado na oralidade.

V. tb.: Aprendizagem de Língua, Filtro Afetivo, Sub-Subcompetência Metalinguística.